A Natureza no seu estado mais puro

Durante a preparação deste percurso pretendi mostrar a beleza, e a força deste maravilhoso local.
O Gerês é o parque natural português que conserva a natureza mais intacta. Iremos observar a fauna e a flora desta região bem de perto. A bicicleta proporciona um contacto com a natureza que não é possível de outra maneira.
Iremos “sentir” os locais por onde passamos e fazer parte deles. Estaremos atentos aos cheiros, aos sons e veremos bem de perto as pessoas e os animais que habitam este parque.
Nesta aventura a natureza reinará. A zona que atravessamos tem pouca civilização, pequenas aldeias e vilas com poucos habitantes. A principal ocupação destas gentes é a agricultura e a pastorícia. A oferta hoteleira é pouca mas as gentes são hospitaleiras e farão os possíveis para agradar.
Vamos fazer, também nós, parte deste cenário interagindo sem estragar, cumprimentando os seus habitantes, fotografando os animais e as paisagens, atravessando os ribeiros.
A zona é muito montanhosa. As subidas e as descidas serão uma constante. Não será fácil mas o nosso esforço será largamente recompensado pela beleza dos locais.
Teremos tempo durante o percurso de parar para observar, para dar um mergulho num pequeno lago ou numa queda de água, para comer um lanche num bonito local.
Pedalamos pelas sensações e haverá momentos em que estas serão únicas e difíceis de descrever. Estaremos longe do ruído, da sociedade e iremo-nos sentir serenos e primitivos.

Pode ver mais sobre esta experiência em: http://www.travelja.net/pt/viagem-portugal-serra-do-geres-beleza-natural–com-guia-34.html

A Natureza e o trabalho do homem

É talvez o percurso que atravessa uma região única no mundo. O que iremos ver não existe em mais nenhum lugar.
Surpreenderá a todos o trabalho do homem no cultivo e preparação dos locais onde um dos mais famosos vinhos é produzido.
A natureza foi modificada pelo homem de uma forma criando um paisagem espetacular. Os enormes montes estão todos cultivados em socalcos com vinha e olivais.
O Douro sempre a serpentear no fundo vale completa com majestade todo o cenário.
Visitaremos duas zonas distintas O Douro Internacional com as suas escarpas abruptas e o Douro Vinhateiro com os seus vinhedos.
Os locais são pouco habitados mas os trabalhadores agrícolas estão sempre presentes. Raramente nos sentiremos sozinhos.
Nota-se o contraste entre as aldeias modestas e as casas senhorias das grandes quintas.
O percurso é uns constante sobe e desce cruzando os vales dos afluentes do Douro. As vistas surpreendem-nos a cada curva do caminho.
Quem se atrever a fazer este desafio ficará com imagens guardadas na memória que não esquecerá e claro irá saborear na sua origem um dos melhores vinhos do mundo.

Pode ver mais sobre esta experiência em: www.travelja.net