Saúde do viajante

Consulta de Saúde do Viajante

Medidas preventivas e vacinas obrigatórias antes de partir em viagem para destinos que comportam algum risco.

Para que serve a consulta de saúde do viajante?

Sempre que pretende viajar para fora da Europa deve dirigir-se a uma consulta de saúde do viajante. Se viaja com a família, designadamente com crianças e idosos, tenha em atenção os cuidados especiais de que necessitam.

As consultas de saúde do viajante são efectuadas por médicos especialistas em doenças infecciosas e em medicina tropical (componente viagens).

Para que servem as consultas de saúde do viajante?

•Para aconselhar as medidas preventivas a adoptar antes, durante e depois da viagem. Estas medidas incluem a vacinação, medicação preventiva da malária, informação sobre higiene individual, cuidados a ter com a água e os alimentos que se ingerem, e outros aspectos para que deve estar alerta quando viaja. Também lhe podem ser fornecidas informações sobre a assistência médica e segurança no país de destino e aconselhamento sobre a farmácia que o viajante deve levar consigo;

•Para avaliar as condições de saúde do viajante antes da viagem, nomeadamente grávidas, crianças, idosos, indivíduos com doenças crónicas sob medicação, entre outros;

•Para prestar assistência médica após o regresso, diagnosticar problemas de saúde possivelmente contraídos durante a viagem, e para efectuar o controlo periódico de indivíduos que passam temporadas prolongadas em países ou regiões onde o risco de contrair doenças é elevado.

•Para administrar vacinas, incluindo a da febre amarela, e passar o respectivo certificado internacional.

Quais são as vacinas obrigatórias?

O Regulamento Sanitário Internacional em vigor estipula que a única vacina que poderá ser exigida aos viajantes na travessia das fronteiras é a vacina contra a febre amarela. Nesse sentido, todos os Centros de Vacinação Internacional devem administrar a vacina contra a febre amarela a todos os utentes que a eles se dirijam, desde que portadores de prescrição médica.

No entanto, alguns países não autorizam a entrada no seu território sem o comprovativo de vacinação contra outras doenças. É o que acontece com a vacina contra a doença meningocócica, imposta pela Arábia Saudita aos peregrinos que se dirigem a Meca. A Arábia Saudita exige ainda, como outros países, a vacina contra a poliomielite, a quem é proveniente de um dos quatro países onde o vírus é endémico (Afeganistão, Nigéria, Paquistão e Índia).

Que outras vacinas são aconselhadas?

Depende para onde pretende viajar. É precisamente para o aconselhar e informar que existem as consultas de saúde do viajante. As vacinas mais indicadas, em função do destino, são as que protegem contra as seguintes doenças: cólera, difteria, encefalite japonesa, hepatite A, hepatite B, gripe, raiva, tétano e febre tifóide.

Holidays on Bike

Holidays on bike

The cycling offers the best way to see the regions and countries. Not see life through a window. On a bike you feel the wind, smell the air and really see the sights on the bike.

Inertia is perhaps the greatest impediment to the adventure. Expeditions and tours are not difficult as many people imagine, but make the initial move is always difficult.

As the famous Chinese proverb says, “Until the journey of a thousand miles begins with one small step.”

But the first step is the bravest that goes into making the entire trip, once started, traveling becomes a natural progression of images, sounds and smells: it is difficult to get home, ill, when so much is happening around you .

Not have to be an endurance athlete to begin touring.

Venture out with the cycling tours and short bike tours

IMG_3070!

Brasil- Chapada Diamantina

grutaazul

O que leva alguém a ir?

Só o estar lá e em cima de um dos morros, apreciar todo o envolvimento permite perceber o único que este lugar é em termos paisagísticos. Ver o morro do Camelo e o morro do Pai Inácio é avassalador e belo.

Só o caminhar por um dos leitos secos em garganta escavados até se chegar a uma das suas cachoeiras como a da Fumaça e disfrutar de um banho compensador, permite perceber o quanto de escondido único este lugar tem.

Só o visitar entrar nas grutas como a do Diamante Azul permite perceber o quanto de subterrâneo único este lugar é.

Só o ficar hospedado em Lençóis permite perceber como acolhedora e única é esta pequena cidade, que é o coração humano da região.

Só encontrar o povo deste lugar tão remoto no Brasil e tão puro na sua essência, permite perceber como ainda é único este local.

É de ir sim e mais quando se deixa o lugar, se for de avião, é-nos brindado um tour aéreo pela chapada com comunicação pelo comandante dos morros que estamos a sobrevoar, que nos deixa a sensação e permite perceber que efetivamente é única e que se deve visitar obrigatoriamente.

Aurélio Crespo

 

Cachoeira-da-Fumaça-Chapada-Diamantina

chapada_diamantina_o_eden_do_ecoturismo_1